Livres

Sabe qual é o problema central entre a Cruz de Cristo e o Homem pós-moderno?

A Cruz tira o homem do centro!


Com o Humanismo, foi dado autonomia e superpoderes aos sentidos e instintos humanos. As decisões a cerca do que é bom e permitido, antes de passar pela razão, passa pela "peneira" dos sentidos. O prazer e a felicidade individual são os árbitros finais.

A liberdade dada pela Cruz do Cristo e pela Graça Divina, tratam de tirar o controle do inconsciente (e dos instintos) e das sensações, tornando nossos atos, um ato volitivo, ou seja um ato precedito por escolha e decisão racional, mediados pela pessoa do Espirito Santo.

Sabe aquela sensação de que você não tem controle sobre o que faz, sobre quem ama e/ou deseja?

A sensação de que não controla seus pensamentos?


O evangelho de Cristo alcança estas esferas da nossa vida, nos fazendo conscientes, pela a ação do Espirito Santo em nós, de coisas que antes não eram conscientes, e que nos levavam a fazer tudo guiado por sensações e instintos. Com a conversão temos a oportunidade de desenvolver o auto-dominio o dizer: "Não escolho quem amar!" ou  "Nas coisas do coração ninguém manda!" você prova que não é livre, mas escravo de você mesmo. Este é o Homem no Centro de que trata o Humanismo.


A verdade é que se a sua fé no Cristo não te faz livre da escravidão, te auxiliando a desenvolver auto-dominio, auto-estima (que na verdade é o reconhecimento da estima de Deus por você) e identidade ajustada (ajustada Nele e por Ele), então é hora de repensar a sua visão sobre a Cruz.

Se a tua religião não leva as pessoas a conhecerem a pessoa de Cristo que traz liberdade do cativeiro da repetição das velhas ações, e dos instintos humanos (e não falo só de sexualidade), então você precisa repensar sua visão da Graça.


O Cristianismo verdadeiro não trata de religião, mas de tirar o Homem do centro, colocando Cristo no lugar, o mediador da nova Aliança. Aliança entre um Deus de amor e Graça e um Homem/Mulher VERDADEIRAMENTE LIVRES!

Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.João 8:36

5 views
Contact
  • Facebook
  • Instagram